Pular para o conteúdo

Armazenamento de Energia e os benefícios para sua empresa!

Imagina ter a possibilidade de armazenar a energia elétrica que não foi gasta e utilizar em um futuro que a energia esteja mais cara? Legal né?! É sobre isso que se trata o armazenamento de energia. Após a alta demanda e crescente expansão do uso de energia, que temos visto acontecer nos últimos anos, o papo sobre armazenamento de energia ganhou relevância e tem aparecido cada vez mais nesse cenário.

A boa notícia é que os investimentos em melhorias e novas tecnologias no mercado de energia, já são uma realidade. Agora o armazenamento de energia tem um grande potencial dentro das ações de gestão energética onde todas as indústrias podem obter benefícios! Seja você produtor de suco, ou até mesmo um canteiro de obra!

Armazenamento de energia meme
O espirito vai ser esse!

Como funciona o armazenamento de energia na prática?

Podemos te explicar com uma analogia bem simples: sabe o power bank?! Conhecido como uma bateria externa para celulares que você sempre carrega consigo, caso acabe a energia do seu smartphone? Esse acessório é um tipo de armazenamento de energia portátil. Agora pense nisso em grande escala, digamos que você terá um power bank para sua empresa.

Nesse sentido, há diversos outros tipos de armazenamento, que podem envolver tecnologias mais complexas e podem ser pensados para estocar altos volumes de energia, já que aqui estamos falando de uma escala compatível com uma hidrelétrica, por exemplo.

Assim, essas armazenagens são capazes de acumular energia elétrica, permitindo a distribuição posterior de forma inteligente, evitando picos e desperdícios. Embora tenhamos visto o surgimento de novas formas de armazenagem, podemos listar as mais conhecidas  e mais utilizadas, como por exemplo:

  • Ar comprimido – dispositivo que armazenagem mecânica que estoca o ar em altas pressões através de reservatórios que ficam debaixo da terra;
  • Armazenamento térmico – ocorre através de métodos que usam de temperaturas extremas para acumular energia em determinados materiais, permitindo que ela seja estocada e liberada posteriormente, de forma controlada;
  • Supercondensador – dispositivo que armazena grande quantidade de energia elétrica em forma de cargas eletrostáticas;
  • Volantes de inércia – a partir do uso de um disco metálico, a energia elétrica é armazenada em forma de energia cinética;
  • Baterias – dispositivos que armazenam a energia através de reações químicas;
  • Pilhas de combustível de hidrogênio – também é um tipo de armazenamento que utiliza reações químicas para estocar a energia. Diferente das baterias, as pilhas de combustível de hidrogênio permitem que o uso seja contínuo.

Por que as empresas devem armazenar energia ?

Podemos citar um ponto que todo mundo gosta: reduzir custos com a fatura e demanda de energia. 

Ao armazenar energia, a sua empresa otimiza o consumo e passa a aproveitar este insumo de uma forma mais eficiente. Além disso, reduz-se a dependência da rede elétrica (as empresas do mercado livre também conseguem se beneficiar do armazenamento). Tudo isso impacta em faturas mais baixas, que podem ocasionar economias significativas com os gastos financeiros no consumo de  energia elétrica.

Além disso, as empresas podem esperar por mais benefícios, como :

  • Segurança energética – o armazenamento permite que o local tenha estabilidade energética, principalmente nos casos em que há quedas de energia frequentes;
  • Sustentabilidade – estocar energia é uma forma de contribuir com o meio ambiente, uma vez que, não polui e evita desperdícios, permitindo que a energia seja aproveitada ao máximo; (entramos mais a fundo sobre esse assunto no nosso conteúdo de ESG).
E-book Gestão de Energia para Indústrias


Fazendo a Gestão de Energia do seu armazenamento

Agora vamos aplicar este assunto no processo de gestão de energia da sua empresa (essa é a parte divertida). A principal pergunta que devemos nos fazer é: em qual ponto eu devo armazenar/usar a energia na minha empresa? Como  eu consigo medir isso?

A resposta  é simples: quando a empresa tem à sua disposição um sistema de monitoramento de energia, seus gestores conseguem aproveitar a variação de preços do mercado, armazenando em momentos em que a energia está barata e liberando quando está cara. Para isso, é preciso utilizar  uma plataforma de gestão de energia (como a da CUBi por exemplo), para saber o momento certo para escolher entre armazenar, ou gastar. 

Peça uma Demonstração!

Ressaltando: sem um monitoramento contínuo e uma cultura de dados dentro da empresa, é muito difícil fazer essa medição! Nesse caso, o que devia sair barato, pode sair caro! 

É muito importante estar atento ao mercado, quando estamos falando de armazenamento de energia. Saber informações sobre preços, ficar de olho na sua fatura de energia ou até mesmo quando temos uma variação de valores, causada pelo  mercado global.

Fabiano Fabricio

Analista de Marketing da CUBi Energia Graduando de Design no Instituto Mauá de Tecnologia.



Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.