Skip to content

Sua produção é eficiente?

O processo produtivo está produzindo de acordo com o planejado? Existem muitas perdas de matéria-prima? O equipamento apresenta muitas quebras? Uma preocupação muito comum na indústria é saber o quão eficiente é a produção. Uma métrica frequentemente utilizada para medir a eficiência é o OEE. O OEE, ou Overall Equipment Effectiveness, foi desenvolvido sob viés de manutenção, e é geralmente medido em termos de seis grandes perdas. Estas perdas estão diretamente ligadas à disponibilidade, ao desempenho e a qualidade gerada pelo equipamento em questão. O OEE é composto por esses três indicadores. eficiência
OEE = Disponibilidade x Desempenho x Qualidade
Para entendermos melhor como esse indicador funciona, precisamos entender as perdas que são medidas através deles. São elas:
  • Falha ou avaria do equipamento.
  • Setup, quando a produção está mudando de um item para outro.
  • Interrupção da produção por um mau funcionamento temporário ou quando a máquina está sem produzir.
  • Diferença entre a velocidade de projeto do equipamento e a velocidade real de operação.
  • O mau funcionamento do equipamento de produção gerando defeitos de qualidade e retrabalho.
  • Redução do rendimento durante o inicio da produção.
Essas perdas são medidas através das três métricas que compõe o OEE.
A disponibilidade leva em conta todos os eventos que interrompem a produção planejada por um período de tempo significante. Exemplos incluem falhas de equipamento, escassez de material e tempo de setup. O tempo de setup é incluído na análise OEE, uma vez que é uma forma de tempo de inatividade. Embora não seja possível eliminar o tempo de setup, na maioria dos casos pode ser reduzido. eficiência
Disponibilidade = Tempo de operação / Tempo total de produção
O desempenho leva em consideração todos os fatores que fazem com que o processo opere a uma velocidade menor que a máxima possível durante a execução. Exemplos incluem desgaste da máquina, materiais abaixo do padrão, falhas e ineficiência do operador. eficiência
Desempenho = (Quantidade total produzida / Tempo de Operação) / Taxa produtiva ideal
A qualidade leva em conta a perda de qualidade, que responde por peças produzidas que não atendem aos padrões de qualidade, incluindo peças que exigem retrabalho. eficiência
Qualidade = Quantidade de produtos bons/ Quantidade total produzida
Todas estas perdas levam o equipamento a ter uma capacidade subutilizada, bem como consumos de energia mais elevados. As indústrias muitas vezes investem em capacidade adicional, não sabendo que o aumento do índice OEE de atuais linhas de baixo desempenho pode fornecer o aumento na produção que eles desejam. Além disso, a identificação da origem da ineficiência é uma das principais vantagens do uso do OEE. As ações corretivas podem ser direcionadas se a ineficiência é proveniente de somente um dos indicadores que a compõem. eficiência

Leave a Reply

Your email address will not be published.