fator de carga

O que é Fator de Carga?

Posted on Posted in Conteúdo

Este artigo é o primeiro de uma série que visa explicar com um linguagem mais acessível os diferentes indicadores que podem estar presentes nas contas de energia, principalmente para clientes não-residenciais. Essas informações são muitas vezes de difícil compreensão para o público leigo, no entanto, podem conter dados de grande importância na hora de identificar potenciais melhorias na gestão energética. O Fator de Carga é um desses indicadores.

Este fator basicamente mede a uniformidade com que a energia elétrica é consumida.

Este indicador é calculado pela razão entre  o consumo total de energia elétrica e a demanda (potência máxima), dentro de um determinado espaço de tempo, como mostra a fórmula:

O valor do Fator de Carga varia entre 0 e 1, e quanto mais próximo de 1, mais uniforme é o consumo de energia. Podemos dizer que este índice é também a razão entre a demanda média pela demanda máxima faturada.

Porque é um indicador importante?

Este dado merece atenção porque conduz a um melhor aproveitamento da instalação elétrica, além de reduzir o preço médio da energia (R$/kWh). Matematicamente, o preço médio pago pela energia é inversamente proporcional ao Fator de Carga (FC), portanto quanto maior este indicador, menor será o preço pago pelo kWh.

Então como se aumenta o Fator de Carga?

Há duas formas básicas de causar uma melhora no fator de carga:

  1. Manter o consumo mas diminuir o pico de demanda. Isso se dá com o gerenciamento correto do uso de equipamentos em diferentes horários de forma que a potência demandada seja “diluída” no período faturado, evitando picos muito destoantes da média. Claro que a troca por equipamentos mais eficientes também é importante.
  2. Manter a demanda e aumentar o consumo de energia por meio do aumento na produção. Para tanto, não se deve adquirir novos equipamentos, mas sim aumentar o período de funcionamento dos equipamentos existentes.
Essas medidas reduzem a diferença entre a média de potência consumida e o pico de potência atingido no período da fatura, homogeneizando o consumo, reduzindo o custo de demanda e melhorando a qualidade de energia na instalação.
Mais informações sobre energia elétrica em: www.cubienergia.com/blog
Se você quiser compartilhar:

7 thoughts on “O que é Fator de Carga?

  1. uma medida viável para o aumento do fator de carga seria autilizaçã de sistemas fotovoltaicos off grid não?

    1. Olá Gabrielle,tudo bem? Obrigado pelo seu comentário!
      Como o FC é um indicador da uniformidade do uso da energia (em relação à distribuidora), iria depender muito de como o regime de funcionamento do sistema fotovoltaico entraria em combinação com o regime de consumo. Se esta soma fizer diminuir a distância entre o pico de demanda e a média, de fato ajudaria a aumentar o fator de carga. Porém isto não é regra. Inclusive seria possível até acontecer o efeito reverso e piorar ainda mais o FC.
      Sistemas de Geração Distribuída não são uma estratégia padrão para aumentar o FC. Como um exemplo de medida viável podemos citar a substituição de painéis de acionamento (inversores de frequência) e de conjuntos motor-bomba superdimensionados, buscando a operação de forma mais contínua e uniforme.

      1. Boa tarde!! Uma vez que se consegue empregar inversores, soft starters, servos entre outros para buscar uma partida, partidas respetivas durante um processos ou picos de carga no trabalho de máquinas, com estes equipamentos de mercado e bem configurados, conseguimos manter o trabalho de máquina bem uniformes e com baixas perdas no seu rendimento.

        1. Perfeito Roni! Como o Bruno falou acima, o uso de inversores de frequência é uma tática muito comum para atuar sobre um baixo fator de carga, exatamente por manter o funcionamento das máquinas de maneira uniforme e com poucas perdas! Obrigado pela contribuição!

  2. Para consumidores do grupo A o valor do kWh a ser pago varia com o fator de carga? Qual resolução traz essa informação?

    1. Olá Eder, tudo bem?
      Todas as informações sobre tarifação e regras das contas de energia você encontra na Resolução 414 da ANEEL. Agora respondendo sua pergunta, o valor do kWh não varia de acordo com o Fator de Carga. O que pode causar certa confusão é que muitas vezes utilizamos o Fator de Carga para indicar o quão RACIONAL é o uso de energia do consumidor, e isso pode ser refletido em um valor que comumente se chama “preço médio” da energia consumida. É apenas uma maneira de incorporar o fator de carga para que seja mais fácil de compreender a eficiência de uso do recurso energético, mas o valor do kWh que a concessionária lhe cobra é sempre condizente com seu grupo tarifário e não se altera por conta do Fator de Carga.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *