elevadores

Sobre Elevadores e Energia Elétrica

Posted on Posted in posts

Para os habitantes de grandes metrópoles, é bastante difícil encontrar alguém que nunca tenha andando de elevador. Para os moradores de cidades menores, basta uma viagem a um centro urbano para se deparar com um modelo qualquer. Desde prédios residenciais, comerciais, shoppings centers até estações de trem, metro, rodoviárias e aeroportos. Seu uso tão difundido faz com que nem percebamos mais o fato de entrar numa caixa de metal e um motor fazer todo o trabalho pesado de movimentação. Globalmente, elevadores transportam mais de 1 bilhão de pessoas por dia.

O fato é que elevadores estão por todos os lados, e são responsáveis por uma parcela bastante significativa da energia consumida no mundo todo. Em média, mais de 1/3 da energia (não só elétrica) consumida mundialmente vai para os edifícios, e os elevadores fazem parte dessa conta.

Estima-se que os elevadores são responsáveis por 3% – 10% do consumo de energia de um edifício comercial, sendo que edifícios residenciais podem chegar a números ainda maiores. O gasto elevado de energia em ambos os casos pode ocorrer por conta de diversos fatores:

  •             Equipamentos antigos e defasados: bastante comum de ser encontrado, já que a maioria dos elevadores é submetida a manutenções constantes e pode continuar operando, normalmente não se pensa em fazer atualizações. Muitas vezes o próprio interior é reformado e o sistemas de operação permanecem os mesmos.
  •             Técnicas de planejamento de gasto de elevadores pós implementação: Problema encontrado em diversos setores de uso de energia em edifícios, os modelos utilizados não são fiéis à realidade e acabam por não se concretizar na prática. O erro entre teoria e prática pode variar de 16% a 36%, sendo que os 36% aparecem nos casos mais comuns de elevadores (de máquina de tração com engrenagem).
  •             Iluminação: Lembrando que o elevador é utilizado poucas horas durante o dia, mas seu sistema de iluminação opera 24 horas por dia, 7 dias por semana. Se as lâmpadas são antigas, isso pode significar um gasto extra também.

Porém…

Vale lembrar que mesmo sendo bastante caros, elevadores com tecnologias mais novas consomem muito menos energia. Um elevador novo que conta com inversor de frequência consome cerca de 40% menos que seus colegas mais antigos a base de relês.

Ainda esse mês, a Thyssenkrupp apresentou no Fórum Global de Eficiência Energética 2017, em Washington, EUA, um novo conceito de elevador Net Zero Energy (saldo de consumo zero de energia). Os novos elevadores contam com sistemas de hibernação quando não estão sendo utilizados (estimado em torno de 70% da vida de um elevador) e são abastecidos em paralelo por energia renovável no local. A empresa executou os testes utilizando edifícios antigos e placas solares para abastecimento.

No final do dia, só existe uma maneira de entender o consumo de energia de seu edifício, e é através de medição e monitoramento. Se você tem interesse e não sabe por onde começar, visite nosso site para mais informações. www.cubienergia.com

 

Mais informações sobre elevadores, esse estudo é bastante completo:

https://www.stepjockey.com/media.ashx/smarter-buildings-stepjockey-svma.pdf

Se você quiser compartilhar:

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *