Skip to content

Como usar a Planilha de Gestão de Consumo de energia na indústria?

Este material foi elaborado para ser um tutorial ou manual de como começar um processo de gestão de energia dentro da indústria ao usar a planilha de Gestão de Consumo de Energia na indústria da CUBi. Ele foi construído com base em experiências vividas pela CUBi nos mais variados níveis de maturidade de clientes. Se você faz parte de uma indústria com um processo de gestão já estruturado, provavelmente este material não será muito efetivo já que ele foi construído para empresas que estão pensando em dar seus primeiros passos em gestão de energia ou empresas que desejam realizar as primeiras implementações de controle e se preparar para os passos intermediários.

Vale lembrar que nada do que vou falar abaixo é uma regra, apenas a forma como eu faria caso estivesse hoje no papel de um gestor industrial, de processos ou de manutenção de uma indústria de alimentos. 

Como usar a planilha de Gestão de Energia da CUBi?

Dados necessários

A primeira coisa e mais importante é que você tenha acesso aos dados necessários para poder popular a planilha mensalmente e usufruir do controle que está buscando. Essas informações se resumem a 2 grupos (ao menos nesse nível mais baixo):

  • Dados de consumo de ponta e consumo fora de ponta que são apresentados mensalmente na fatura.
  • Dados de volume de produção da sua empresa, agrupados mensalmente (ou diariamente, já explico o motivo).


Fazendo uma cópia da planilha de Gestão de Energia

Realize o preenchimento de dados para ter acesso ao link.

Planilha de Gestão de Energia na Indústria de Alimentos

O arquivo carregado é uma planilha do Google, chamado de Planilha de gestão de consumo de energia industria que você pode:

  • Fazer uma cópia para seu próprio Google: Basta clicar em Arquivo -> Fazer Cópia
  • Baixar o arquivo para usá-lo no excel: Clicar em Arquivo -> Fazer Download -> Salvar em .XLSX

Preenchendo seus dados

Todos os campos em amarelo da planilha são campos que podem e devem ser preenchidos para o seu uso recorrente.

Os dados que iremos focar por hora estão na Aba Produção + Consumo de Energia.

Passo 1: 

  • Na parte inferior da direita, selecionar seu indicador padrão de produção. Caso não encontre ali o indicador que utiliza no dia a dia, basta visitar a aba Configuração de Indicadores e inserir o novo indicador no espaço demarcado.
  • Em seguida é hora de selecionar a grandeza energética que deseja trabalhar. O mais comum é o uso do kWh, mas algumas empresas já habituadas ao mercado livre (ou por conta de seu porte), preferem usar MWh ou outros. Fique a vontade para configurar suas próprias grandezas na aba de Configuração de Indicadores caso necessário.

Passo 2:

  • Mensalmente, você precisará preencher seu volume de produção na Coluna C (Produção) conforme os meses forem sendo fechados.
  • Mensalmente você também precisará visitar sua conta de energia para obter a quantidade de energia consumida no horário de ponta e fora de ponta. Os dados devem ser preenchidos nas colunas D e E, assim como indicado. Se precisar de ajuda para saber a diferença entre eles, siga este artigo.

2 pontos de atenção aqui:

  1. A fatura de energia da distribuidora não segue perfeitamente o mês civil (do dia 1 ao dia 30 ou 31 de cada mês), então fique atento(a). No cabeçalho da fatura sempre irá constar o mês a que ela se refere, assim como as datas de leitura. Você tem 2 opções nessa situação:
    1. Aceitar um certo erro (quanto mais longe a data de leitura do mês for do mês civil, maior seu erro) e simplesmente inserir seu volume de produção calculado no mês civil com o  consumo de energia relativo daquele mês.
    2. Fazer algo que acarreta menos erro (mas dá mais trabalho) que é calcular seu volume de produção através dos dias de leitura da fatura de energia ao invés do fechamento mensal de mês civil que a empresa provavelmente já realiza para outros controles. Por isso falei ali em cima de ter dados de produção diários para trabalhar, assim você consegue acompanhar as datas de leitura das faturas de energia.
  2. As faturas de energia das distribuidoras estão sempre em kWh, então se você inseriu outra grandeza energética nas configurações, tenha certeza que fez todas as devidas correções antes de preencher a planilha. Se não souber de cabeça só jogar o valor e grandeza no Google que ele mesmo traduz.

Acompanhando seus indicadores de consumo específico de energia

Preenchidos os dados do passo anterior, agora podemos realizar um acompanhamento através da aba Controle de META de Consumo Específico. Caso não saiba o que é o consumo específico, você pode visitar este link aqui.

Esta Aba faz o seguinte:

  • Ela avalia todos os indicadores que foram lançados;
  • Ela calcula um desvio padrão e usa esse dado para saber o quanto o indicador pode variar sem precisar gerar uma bandeira de alerta;
  • Ela espera que você indique um valor de META. Esse valor pode vir de:
    • Em empresas mais organizadas, a própria alta gestão fornece esse número, o qual todas as equipes devem ser balizar e mirar para atingir.
    • De um benchmark de mercado. Se você possui conhecidos do mesmo mercado dispostos à compartilhar seus números é uma forma legal de comparar. Lógico, o ideal é nivelar por cima, então se comparar com empresas que claramente são mais avançadas e rentáveis que a sua é uma boa prática
    • Na internet é possível encontrar alguns trabalhos científicos ou do governo que fornecem valores médios desses indicadores. Você pode procurar como consumo específico + (nome do seu processo ou setor), ou mesmo (nome do seu setor) + (indicador que está usando), ex: indústria de massas kWh/ton .
    • Na situação que você não quer fazer absolutamente nenhuma das anteriores, eu iria sugerir que pegasse a média dos valores que aparecem na Coluna C (Consumo específico observado) e preencha como meta, para ao menos ter um ponto de partida. Vá avaliando e melhorando esse número com o passar do tempo. Usar o menor valor do seus últimos 12 meses pode ser uma saída também.

Caso algum dos meses lançados exceda o valor de gatilho (baseado no desvio padrão como comentei), a Coluna de SITUAÇÃO se altera automaticamente para avisar em qual estágio se encontra essa diferença.

Já deixamos logo ao lado uma tabela amarela que você pode fazer anotações sobre o que aconteceu ou as ações que foram tomadas por conta daquele desvio identificado. Parece besteira, mas ir mantendo as anotações vai facilitar muito a vida quando daqui alguns meses alguém perguntar sobre o que aconteceu em determinado mês. Quando a maturidade de sua gestão aumentar, você consegue ir clusterizando/agrupando as situações e ações, de forma a transformar isso também em dado estruturado para o próprio mecanismo de gestão.

Faça o acompanhamento no mês a mês, preenchendo as colunas necessárias e avaliando o desempenho de sua empresa. Se quiser aprofundar um pouco no uso e importância de indicadores e métrica, temos conteúdos específicos para o tema:

Este trabalho é totalmente manual e exige tempo e atenção todos os meses, mas ele é totalmente necessário para indústrias onde a energia elétrica é um insumo importante e custoso. Não se engane como muitos gestores com uma visão um pouco mais limitada do todo fazem e indique: “mas energia é apenas x% do meu faturamento”. Coloque seu custo de energia ao lado de outros custos grandes do processo (pessoas, matéria prima, etc), seja honesto consigo mesmo. Temos clientes em alguns setores que o custo de energia elétrica é maior que a folha de pagamento.

Se você já iniciou o processo por conta própria (ou mesmo através de nossa planilha de gestão de consumo de energia industria) e está pronto para dar o próximo passo, dê um toque em nossos especialistas e batemos um papo. A descrição acima é apenas o básico do básico. Existe muita coisa que pode e deve ser feita na gestão de energia de uma indústria.

Fale Conosco!

Rafael Turella

Engenheiro ambiental pela UNESP e mestre em Sistemas Sustentáveis com ênfase em Energia pelo Rochester Institute of Technology. É co-fundador da CUBi e atualmente responsável pela área de marketing e vendas.

Leave a Reply

Your email address will not be published.