Pular para o conteúdo

Se sua empresa usa eletricidade na operação (como a grande maioria) você precisa saber urgentemente como escolher um software de gerenciamento de energia. A energia elétrica é um dos principais itens na estrutura de custos, e de extrema importância para os setores que são eletrointensivos ou que usam a energia elétrica diretamente na sua produção, principalmente no o setor industrial.

Segundo a CNI, cerca de 80% das indústrias nacionais usam energia elétrica como seu principal insumo. Tendo isso em vista, um elemento tão importante e representativo não poderia ficar sem uma gestão específica. Daí surge a necessidade de um software de gerenciamento de energia adequado.

Neste artigo, vamos falar sobre o que você deve levar em consideração na hora de escolher um software de gerenciamento de energia para a sua empresa e parar de desperdiçar tempo e dinheiro com esse insumo tão importante. A intenção é tratar da energia elétrica não como apenas mais um boleto a ser pago no fim do mês, e sim como um insumo que pode ser gerido, criando processos mais eficientes e reduzindo custos.

(Utilize um Software de Gerenciamento de Energia)

O que é um Software de Gerenciamento de Energia?

Primeiramente, devemos falar um pouco sobre o que é um software de gerenciamento de energia e qual a sua importância. Já falamos aqui no Blog da CUBi sobre gestão de energia e também sobre ferramentas de gestão de energia. Já definimos também, mais especificamente, o que é o sistema de gerenciamento de energia (SGE), que se trata de uma ferramenta ou software utilizada para monitorar, controlar e otimizar o desempenho energético da sua unidade consumidora ou de partes da carga da sua unidade.

Através do SGE, é possível avaliar padrões de consumo, além de outras variáveis relacionadas à demanda e fator de potência, dados importantes para guiar a tomada de decisão em ações de eficiência energética. Sugiro que leia os artigos citados para entender melhor sobre o assunto.

Agora que entendemos o que é um software de gerenciamento de energia, precisamos responder à seguinte pergunta: como escolher o software de gerenciamento de energia ideal para minha empresa? A única resposta curta para essa pergunta é: depende. Um software de gerenciamento de energia pode se dividir em várias categorias de acordo com a finalidade de quem usa: sistemas de gerenciamento de energia industrial, instalações prediais, gerenciamento de utilidades, gerenciamento de agronegócio, etc. Cada um com suas particularidades e necessidades específicas. Para tentar responder à pergunta, vou descrever em três passos simples que servirão para qualquer tipo de uso final da energia, bem como para qualquer agente do setor, seja uma gestora, comercializadora ou consumidor de energia.

Pouco adianta buscar por uma plataforma com milhares de funcionalidades e tecnologias diferentes se essa ferramenta não for ideal para as suas dores, com as soluções necessárias e específicas para sua operação. Dessa forma, entramos no primeiro passo da nossa lista:

Nova call to action

1º Identificar as Suas Necessidades

Você tem dificulidade em saber quanto a sua empresa está consumindo de energia e se adiantar em relação à fatura no final do mês? Sua dificuldade é saber de onde está vindo o maior consumo dentro da sua empresa? Você precisa coletar as faturas de várias unidades consumidoras todo mês? Depois de coletar, ainda precisa digitar e planilhar esses dados? Não importa qual é o seu problema com energia elétrica, o importante é ter em mente todas as suas dores, necessidades e dúvidas.

Pare e pense no atual momento de maturidade energética da sua empresa. Pergunte-se se você consegue enxergar todos os potenciais de economia disponíveis em cada uma das unidades consumidoras que estão sob sua gestão. Primeiro pense no ponto atual em que você está e em que ponto você quer chegar.

Escreva todas as suas necessidades e dúvidas. Tente listar casos reais que ocorreram no passado, listando quais foram os problemas enfrentados e quais dados ou visualizações poderiam ter ajudado a superar esses problemas. Com casos de uso reais, fica mais fácil entender qual o real problema e como solucioná-lo de forma eficiente.

Reúna todas as informações junto com suas fontes de dados utilizadas para controlar energia atualmente (se houver), seja por planilhas de Excel, pranchetas ou algum software de gerenciamento de energia que já esteja utilizando e não está atendendo em sua totalidade.

2º Soluções Necessárias

Agora que você organizou as dores que sente na hora de fazer o gerenciamento de energia, você precisa entender quais as soluções que são específicas para as dores encontradas. Continuando o exemplo do passo anterior, para cada dor mencionada poderíamos descrever:

  • Antever à fatura de energia elétrica: monitoramento de entrada do consumo em tempo real;
  • Entender de onde estávindo o maior consumo: rateio de medição;
  • Coletar as faturas e digitar os dados: coleta e processamento de faturas.

Claro que você não precisa de todas as soluções específicas. Algumas vezes, as soluções necessárias são encontradas somente na pesquisa pelo software de gerenciamento de energia (próximo passo) ou até mesmo somente depois do onboarding no sistema contratado.

Porém, é importante ter em mente uma ideia inicial de quais soluções farão mais sentido para sua operação. Algumas empresas fazem ainda um modelo de POC (proof of concept, do inglês, prova de conceito), que garante um ‘período de teste’ do software, onde essas soluções podem ficar mais claras.

Nova call to action

3º Pesquisa

Agora chega a hora de, realmente, correr atrás de conhecer o mercado de softwares de gerenciamento de energia. Você provavelmente encontrará dificuldades na busca por esses sistemas, já que não é um produto qualquer que se encontra facilmente em um site de compras online.

Existem algumas formas de você realizar uma pesquisa de mercado nesse quesito, uma delas, por exemplo, é o LinkedIn, onde você pode encontrar as principais empresas que possuem um serviço de gerenciamento de energia. O LinkedIn é uma boa opção para encontrar o software de gerenciamento de energia através da empresa fornecedora, podendo se conectar e comunicar com a empresa. A única questão é ter que passar por várias empresas de energia com diferentes serviços e várias que não possuem uma plataforma de gestão energética integrada.

Outra forma também é através de sites parceiros que listam os sistemas dessas empresas, como é o caso da PotencializEE, que é um programa de estímulo da área de eficiência energética. Na página, eles listam vários produtos de eficiência energética de diferentes empresas.

Software de Gerenciamento de Energia

Agora mais focado em empresas de tecnologia e startups, existe também o 100 Open Startups, que realiza anualmente um ranking das startups de tecnologia em diversos setores, assim você pode classificar por categorias, filtrando por EnergyTechs, você verá as empresas de tecnologia em energia, mas assim como no Linkedin, são empresas dos mais variados serviços em energia, podendo conter ou não um software de gerenciamento de energia próprio.

Software de Gerenciamento de Energia

4º Viabilidade

Agora você já tem suas necessidades e dúvidas anotadas; as soluções iniciais que precisa para um software de gerenciamento de energia e já encontrou as empresas potenciais para fornecer o software ideal, é necessário realizar o estudo de viabilidade de implantação do software.

Para isso, será necessário a precificação dos sistemas fornecidos pelas empresas, quais serão os itens e serviços faturados, se terão medidores alugados ou comprados, etc. uma vez que dependendo do tipo de serviço o processo de adesão pode ser mais custoso. 

Com essa precificação em mãos, podemos calcular a viabilidade de se ter um projeto de sistema de gerenciamento de energia, utilizando o percentual médio de economia na fatura de energia através de ações de eficiência energética. Para realizar o cálculo de forma assertiva, deverá ser feito uma análise inicial das contas de energia, descobrindo valores médios de eficiência energética. Dependendo do valor total da sua fatura, geralmente a economia encontrada fica entre 20 a 40% da fatura de energia, conforme quantidade de oportunidades.

Nova call to action

5 Diferenciais na Escolha de um Software de Gerenciamento de Energia

Agora que já entendemos os passos necessários para encontrar esses softwares e empresas de gerenciamento de energia, precisamos entender o que o software precisa ter para ser diferencial entre os que você encontrou, usando o processo anterior. Reuni então os 5 pontos que acredito ser principais para diferenciar um software de gerenciamento de energia dos demais:

1. Especificidade
O software de gerenciamento de energia escolhido deverá ser capaz de realizar análises e relatórios específicos para a sua operação e suas necessidades. Ou seja, no momento de decisão, você deverá escolher aquele que melhor atende às suas dores e necessidades de maneira específica e customizável.

2. Confiabilidade
Se por algum motivo o seu computador ficar inutilizável o que ocorre com todos esses dados? Caso a internet caia, existe um backup das informações de energia da sua unidade? O sistema de gerenciamento de energia deve ser confiável e seguro. As informações da sua empresa são de grande importância e sua disponibilidade deve ser garantida. Dê preferência a sistemas de tecnologia em nuvem, caso tenha problema com uma máquina em específico, tudo continua salvo na internet, acessível de qualquer lugar em qualquer dispositivo.

3. Velocidade
O sistema de gerenciamento de energia deve ser rápido no que se propõe a realizar, já que sua função é, no fim das contas, economizar seu tempo. O software deve ser apto para trabalhar sem exigir muito processamento e armazenamento. Novamente, a melhor opção são sistemas web, que não exigem muito do dispositivo que está sendo usado para acessar.

4. Tecnologia
Alguns softwares no mercado necessitam que o usuário faça muitas operações manuais, sendo pouco automatizado. Escolha um software de energia que seja seu auxiliar na hora de tomar decisões de economia baseadas em dados de energia. Não troque um software de escritório manual por outro.

5. Suporte
Ter uma plataforma com todas as funcionalidades mas nenhum especialista para te ajudar a usá-la é o mesmo que não ter. Por isso, escolha uma empresa que não apenas te venda a ferramenta de gestão de energia, mas que também te auxilie em todo o caminho percorrido desde aprender a usar o software no primeiro uso, até às tomadas de decisão nas ações de economia usando os dados analisados no software, alcançando o almejado sucesso na gestão energética.

Esses cinco pontos serão cruciais para diferenciar qualquer empresa e software de gerenciamento de energia no mercado.

CUBi KiP: o nosso Software de Gerenciamento de Energia.

KiP é o nosso software de gerenciamento de energia. O sistema funciona de forma totalmente online, o que o torna mais leve, sem exigir capacidade de processamento e armazenamento do seu computador, com seus dados seguros e acessíveis a qualquer momento, em qualquer dispositivo. 

Através dele você é capaz de monitorar todas as suas informações de consumo energético: consumo, demanda, fator de potência, etc. em análises e dashboards bastante visuais para acompanhamento, com possibilidade de exportação dos relatórios. Você pode também adicionar diversos alertas para receber em primeira mão tudo que está acontecendo na sua operação, como por exemplo: consumo fora do padrão, baixo fator de potência, ultrapassagem de demanda, etc. 

Além disso, o KiP é capaz de realizar a coleta automatizada das faturas de energia, ou seja, você apenas coloca as credenciais da agência virtual das unidades consumidoras sob sua gestão e a plataforma busca e realiza o download dessas faturas automaticamente e ainda faz o processamento dessas faturas, transformando em dados e informações que podem ser usados diretamente nos dashboards ou até mesmo exportados, acabando com suas horas e horas de download e digitação de faturas em planilhas. Com os dados de medidores e os dados das faturas consolidados na plataforma, nossos algoritmos realizam a sua mágica e operam os cálculos das oportunidades de economia específicas de cada unidade, mostrando qual ação deverá ser realizada e qual a economia estimada que aquela ação trará para o seu negócio.

Tudo isso com uma equipe de especialistas em eficiência energética que te acompanham no uso da plataforma, garantindo que você extraia o máximo do software, com a missão de propulsionar a suas chances de economia de energia baseada em dados.

Clique aqui e teste a nossa plataforma gratuitamente!

Matheus Campinho

Engenheiro eletricista pela UFMT. Atualmente cursa a especialização em comercialização de energia elétrica na UNINASSAU.

Nova call to action

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *