Medidores de Energia Inteligentes: Vantagens e Desafios

Os Medidores de Energia Inteligentes (ou do inglês Smart Meters) são dispositivos eletrônicos utilizados na coleta de dados de energia de um determinado local, como consumo de energia (kWh), demanda de potência (kW), corrente (A), tensão (V), fator de potência(FP), dentre outros.

Se você ainda desconhece as diferenças entre as grandezas que existem dentro das cobranças de energia, pode visitar este post. São utilizados por empresas de distribuição de energia elétrica (distribuidoras de energia, concessionárias de energia) que vêm substituindo os antigos medidores analógicos, (aqueles relógios medidor de energia que são lidos manualmente a cada mês por um funcionário que visita a sua casa) pelas novas versões de medidores inteligentes digitais de alta tecnologia.

Esses medidores de consumo energia capturam automaticamente informações sobre o consumo de eletricidade e, em seguida, as transmitem de volta à companhia elétrica. Consumidores de alta tensão (Grupo A) já integram essa tecnologia no seu sistema de faturamento. Por outro lado, uma grande parte do consumidores de baixa tensão (Grupo B, como pequenos comércios e residências) ainda empregam os antigos relógios analógicos.

Estes equipamentos mais modernos também são utilizados por empresas focadas em gestão de energia e inteligência energética, como a CUBi. Infelizmente, ainda não existe uma abertura das distribuidoras de energia para que o usuário possa visualizar seus dados de consumo de energia em tempo real de maneira transparente, então hoje são empregados outros produtos e soluções além do medidor de consumo de energia da própria distribuidora para satisfazer a necessidade dessas empresas.

Caso seu interesse seja em entender os diferentes sistemas de medição/monitoramento de energia que existem, esse nosso artigo pode ajudar, AQUI.

Caso já saiba e queira aplicar medidores inteligentes na sua indústria, só nos chamar AQUI!

Os medidores inteligentes podem fornecer medições rápidas e precisas do uso de eletricidade, eliminando a necessidade de contas mensais estimadas ou visitas domiciliares para leitura de energia. A pandemia de 2020 ajudou a mostrar um pouco das dificuldades que a falta de acesso físico aos locais de leitura podem trazer.

Como qualquer nova tecnologia, o uso de smart meters tem seus benefícios e desafios para as concessionárias de energia e os clientes.

Vantagens para as empresas do setor elétrico:

  • Elimina as leituras manuais mensais, são menos funcionários na rua;
  • Mininui muito a incidência de erros na leitura de consumo;
  • Realiza as leituras de forma muito mais rápida. Como a transmissão de dados é remota, os dados estão sempre disponíveis;
  • Torna possível usar fontes alternativas de energia de forma mais eficiente;
  • Fornece dados em tempo real, que são úteis para reduzir interrupções de energia e agilizar manutenções;
  • Permite preços dinâmicos, aumentando ou diminuindo o custo da eletricidade com base na demanda. Um dos exemplos desse aumento de complexidade é a Tarifa Branca, disponível para usuários de baixa tensão. Não sabe o que é a Tarifa Branca e se ela vale a pena? Esse artigo fala do tema. O Brasil tem discutido também a evolução para um preço horário da energia, o que só será possível através de sistemas de medição e monitoramento mais inteligentes e conectados.

Vantagens para os consumidores de energia elétrica:

  • Maior controle (e mais detalhes) sobre o uso de sua energia. Poucas empresas possuem acesso em tempo real ao seu consumo energético para identificar oportunidades de melhoria. Se estiver curioso para saber se vale a pena para sua empresa, nós podemos ajudar;
  • Responder questões simples como: “Quanto de energia minha empresa gasta quando não estamos produzindo nada? Nas madrugadas ou finais de semana onde não existem pessoas no local.” Pode parecer trivial, mas normalmente uma boa fatia do custo de energia acontece em momentos assim, onde os donos imaginam que o consumo ocorra.
  • Permite que os consumidores de energia ajustem seus hábitos para reduzir as contas de eletricidade;

Desafios para a implementação dos Medidores de Energia Inteligentes

  • Custos para treinamento de pessoal;
  • Desenvolvimento e produção de novos equipamentos;
  • Conectividade: medidores inteligente precisam estar conectados de alguma forma para enviarem seus dados, mas cada vez mais temos opções com conectividade sem fio e com autonomia, onde o usuário não precisa fazer nada, apenas conectar o medidor de consumo de energia no quadro;
  • Gerenciamento de grandes quantidades dos dados de medição de energia coletados;
  • Custos para garantir a segurança e a privacidade dos dados de medição.

De maneira prática, como são usados os dados de medidores inteligentes dentro das empresas?

  • Para realizar rateio de energia entre setores ou centros de custo de forma a alocar corretamente o custo de energia em um processo: Mais sobre Rateio Aqui.
  • Para avaliar consumo não produtivo, desperdício de energia
  • Para avaliar se a Demanda Contratada está 100% otimizada de forma a empresa não perder dinheiro no mês a mês
  • Para avaliar o Fator de Potência e entender a melhor estratégia para evitar multas de energia reativa, talvez através do dimensionamento de banco de capacitores.
  • Para suportar processos de governança e estratégias voltadas para inteligência energética.
  • Avaliar a possível migração para o Mercado Livre ou caso já tenham migrado, ter acesso ao seu consumo em tempo real para se manter dentro do volume contratado.

A CUBi Energia acredita que a tecnologia pode ir muito além do que apenas para meios de tarifação. Chame a nossa equipe para conversar! Acreditamos que o monitoramento contínuo de energia utilizando medidores de energia inteligentes pode fornecer dados valiosos para a tomada de decisão dentro das portas das empresas. É isso que fazemos no nosso dia a dia.

Bruno Scarpin

Engenheiro Mecatrônico pela USP e Mestre em Sistemas Integrados de Manufatura pelo Rochester Institute of Technology. É cofundador da CUBi e atual COO.

2 thoughts on “Medidores de Energia Inteligentes: Vantagens e Desafios”

  1. Muito bom o seu artigo. Você pode me dizer se a Enel utiliza os medidores de tarifa branca da sua empresa ou semelhante? Muito agradecida.

    1. Boa tarde Selma! Tudo bem?

      Acredito que você esteja se referindo aos consumidores residenciais que passaram a ter acesso à tarifa branca, certo? Temos um artigo muito bom sobre o assunto: https://www.cubienergia.com/tarifa-branca/
      Respondendo mais diretamente a sua pergunta, a distribuidora tem que fazer a troca dos relógios por modelos digitais, que consigam fazer a separação de consumo por horário (já que na tarifa branca, o kWh tem tarifação diferente em ponta e fora de ponta), e assim fazer a cobrança corretamente. Muitos relógio usados ainda são antigos e não permitem essa medição separada.
      Os mediores das distribuidoras (como a Enel, que você citou) não são como os medidores usados pela CUBi. Eles são feitos especialmente para a aplicação de tarifação.
      Nosso medidores coletam praticamente as mesmas informações, porém são adaptados para ser instalados em qualquer tipo de quadro elétrico ou equipamento, podendo inclusive ser usado para medir junto com o relógio da distribuidora e conferir se este está fazendo medições corretas.
      Obrigado pela pergunta e espero ter ajudado!!

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *